quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Retrospectiva Musical 2010 internacional

Este ano nem prestei tanta atenção em música nova. LOGO este post ainda não está maduro e vai ser atualizado a medida que eu lembrar ou travar contato com mais coisas de 2010 (atualizações virão nos comentários). Estou ouvindo agora o "Swim" do Caribou e parece que é um grande disco. Sim, estou baixando Kanye West e se ele não prestar, juro que nunca mais baixo nenhuma "boa novidade" do rap.

Mejores músicas GRINGAS

Sobre os gringos, não consegui me fixar muito em um disco especificamente, mas destaco algumas faixas que ecoaram na minha cabeça.

// Beach House "Zebra" e
"Silver Soul" . Na real, essas músicas já estavam na retrospectiva do ano passado, mas repito aqui porque elas continuaram ecoando na minha cabeça, principalmente no começo do ano. E o disco "teen dream", oficialmente, é de 2010.
// Gorillaz "Stylo". Soa como um mix entre Kraftwerk e música negra/ disco do fim dos anos 70.
// Deerhunter "Earthquake", "Revival", entre outras do HALCYON DIGEST. Virando lugar comum o Bradford Cox aparecer aqui nas retrospectivas. Ano passado com seu outro projeto, o Atlas Sound... Tem culpa eu? o cara é bom mesmo.
// Happy Birthday "Subliminal Message". Versão ao vivo e em Estúdio . Curioso: quando eu comecei a ouvir mais essa música do que "Zebra", marcou uma nova fase na minha vida pessoal (Garanhuns feelings). Ela é boa de um jeito meio pegajoso, e a versão estúdio devia ser mais suja, mais seca, mas é GENIAL. O melhor fraseado de guitarra do ano.
// Born Ruffians "Sole Brother" ou "nova leigh". Esse novo disco, "Say it", é incrível.
NL NL
// Muito legal essa versão de Beethoven pelos Los Destellos. Embora não saiba se é de 2010.
// Melhor clipe de 2010? Provavelmente EL GUINCHO. "Bombay". Ainda vou escutar esse disco "Pop Negro".
Por falar em música latina, tem uma lista aqui q promete ser legal. Averiguar depois esse s discos. http://panamerika.fm/blog/panamerika-2010-albumes/

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Chico e os anos 90

Como ando pesquisando sobre os anos 90 para um roteiro, tenho pensado um pouco em Chico Science. Vou compartilhar com vocês.

. Repensando.

A música "jovem" de pernambuco não foi absorvida por 99% da população. Claro que uns 50% por cento da população não sabe o que é cultura. Ou tem a visão deturpada da cultura que é repassada pela rede globo e pela maioria dos meios de comunicação.

Chico Science conseguiu ser absorvido como ícone.

Mas eis o que eu penso:
apesar de ter sido o grande transmutador, a grande ruptura,
Chico sentia o peso de uma cidade atrasada, mesquinha, em que a pobreza material contamina o espírito.
Num ambiente como esse, a pessoa com tendência artística é reprimido violentamente.
Tudo parece dizer: Não faça nada, fique quieto, caladinho, seja um bom menino.

E nesse contexto, a articulação de Chico foi algo tão difícil de trazer a tona que veio embalada num conceito de marketing, de mangueboy, que era um saco já na época. Foi a sua forma de tentar transformar o problema - ser do RECIFE, na época em que isso não valia nada - em solução.

Por isso eu acho que Chico teceu momentos geniais, inestimáveis, mas vem de um processo de se auto-afirmar, que parece em alguns momentos ingênuo demais. Uma coisa que desaguou no ufanismo pernambucano chato, uma valorização falsa e superficial da cidade e de certas tradições, que representa apenas uma modernização da tendência de matar a cultura, a cultura que é viva e se transforma - a solução da sociedade é SEMPRE empalhar e deixar tudo num museu.

E hoje a música dele é lembrada na sua forma mais caricatural, às vezes durante o carnaval, ocasião em q já vi tocarem "A Praieira" inúmeras vezes.

A morte de Chico parece ter sido parte de um estranho complô que matou ídolos durante os anos 90. Algo não deliberado, mas que parece ter sido regra. Quando não morriam as pessoas, as bandas acabavam. Todas as carreiras desandavam, talvez por terem sido anos de transição, do surgimento e declínio do CD. Estamos agora encerrando os anos 2000, uma geração mais pulverizada, mais desencanada, mais distante das grandes gravadoras, mais auto-suficiente. Eu lembro os anos 90 - era adolescente - como uma mistura de ativismo e negativismo. O Nirvana, os quadrinhos da Vertigo, eram coisas que tinham um potencial libertador, pelo grau de niilismo com que se chocavam com certos valores, ao mesmo tempo que pareciam completamente auto-destrutivos. Moral da história? Não sei. Eu me sinto melhor nos anos 2000.

Estes pensamentos estão um pouco desconexos, eu sei. Mas achei melhor escrever do que esquecer...

Trabalha, Daft Punk!

Samplear é do caralho! Mas tem gente que usa não como um recurso para criar, mas se aproveitam das criações dos outros e assinam seu nome lá.

O Daft Punk, em voga pela trilha sonora de TRON, é useiro e vezeiro nesse tipo de coisa. Assim é muito fácil ser genial e ganhar dinheiro e vender milhões de discos.

Ouçam essa música do Breakwater e depois a do Daft Punk

B

B

D

D

Pra quem quiser se aprofundar, tem esse link que o Tarta mandou, com os samples que eles usam....
http://fdefubeca.blogspot.com/2010/05/discovered-collection-of-daft-punk.html

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

quando os vazios da fome não se tem com que cruzar?


Emocionadíssimo lendo Morte e Vida Severina em quadrinhos. Coisa fina mesmo. Adaptação feita pelo cartunista pernambucano Miguel (M. Falcão, de Timbaúba) para o poema de João Cabral de Melo Neto.

O mercado anda saturado de adaptações literárias burocráticas, broxantes, e o trabalho de Miguel é uma das exceções. Ele consegue ter uma vida própria, uma fluidez narrativa, graças ao traço excelente, à esperteza das metáforas visuais!

A versão em desenho animado foi lançada ontem, e está muito bem feita. Recomendo a todos... Podem ser encontrados na editora Massangana (fundaj- Derby - Recife).



















—— Seu José, mestre carpina,
para cobrir corpo de homem
não é preciso muito água:
basta que chega o abdome,
basta que tenha fundura
igual à de sua fome.

—— Severino, retirante
pois não sei o que lhe conte
sempre que cruzo este rio
costumo tomar a ponte
quanto ao vazio do estômago,
se cruza quando se come.

—— Seu José, mestre carpina,
e quando ponte não há?
quando os vazios da fome
não se tem com que cruzar?
quando esses rios sem água
são grandes braços de mar?

—— Severino, retirante,
o meu amigo é bem moço
sei que a miséria é mar largo,
não é como qualquer poço:
mas sei que para cruzá-la
vale bem qualquer esforço.

—— Seu José, mestre carpina,
e quando é fundo o perau?
quando a força que morreu
nem tem onde se enterrar,
por que ao puxão das águas
não é melhor se entregar?

—— Severino, retirante,
o mar de nossa conversa
precisa ser combatido,
sempre, de qualquer maneira,
porque senão ele alarga
e devasta a terra inteira.

—— Seu José, mestre carpina,
e em que nos faz diferença
que como frieira se alastre,
ou como rio na cheia,
se acabamos naufragados
num braço do mar miséria?

—— Severino, retirante,
muita diferença faz
entre lutar com as mãos
e abandoná-las para trás,
porque ao menos esse mar
não pode adiantar-se mais.

domingo, 12 de dezembro de 2010

o blues da última palavra gentil

revendo o documentário CRUMB, e na trilha tem essa pérola do blues.
uma das músicas mais atormentadas que eu já ouvi.

http://www.youtube.com/watch?v=oAKfy2W70Qg
G

G

Last Kind Words Blues
by Geechie Wiley

(Guitar Intro)

The last kind word I heard my daddy say
Lord the last kind word I heard my daddy say

If I die, if I die in the German War
I want you to send my body, send it to my mother-in-law

If I get killed, if I get killed, please don’t bury my (soul) (sword)
I (p’fer) just leave me out, let the buzzards eat me whole

When you see me comin’, look ‘cross the (rich man’s) (Richland) field
If I don’t bring you flour, I’ll bring you (?)

(Guitar Solo)

I went to the depot, I looked up at the sign
Cry some train don’t come, there’ll be some walkin’ done

My momma told me, just before she died
Lord, (since the dawn, I thought you’d be so wise) (I brought you a piece of ?)

The Mississippi River, you know it’s deep and wide
I can stand right here, see my (babe) (face) from the other side

What you do to me baby, it never gets out of me
I mean I’ll see you, after I cross the deep blue sea

Obviously, this song is about a guy that went off to war in WWI. It's interesting that he'd want his body sent to his mother-in-law and eaten by buzzards. If anybody knows more than I do about WWI, maybe you could help fill in the blanks, or give corrections?

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

via joão lucas

um dia a gente vai saber que o amanhã foi embora de mansinho, como se fosse ontem. (t.s. eliot)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Festival Pai da Mata 2


O Festival de Arte Livre Pai da Mata está em seu segundo ano,
envolvendo vários artistas de diversas áreas: música, performance, artes plásticas, fotografia, cinema e projeção de vídeos.

Vai acontecer, como na primeira edição, no Espaço Cultural Curupira, próximo à Universidade Rural de Pernambuco.
Dia 12 de dezembro de 2010 (este domingo).
O ingresso custa apenas 5 reais, e a programação tem início às 14h, terminando às 23h.









Confira a programação:

Música:
Paulo Paes
Pântano
Sabiá Sensível
Grupo de Improviso Auto-Ajuda
Monstro Amor
Chambaril

Artes Plásticas:
Laura Melo - Instalação
Milene Migliano (SP) - Foto
Samantha (Polônia) - Foto
Alvinho - Performance
Leo Rezende - pintura ao vivo com Anagrama
Jacaré - projeção de vídeos com Anagrama
Valeria Rey Soto (Espanha) - desenhos

Filme:
Aeroporto (PE) - Marcelo Pedroso
Bicho Lamparão (RJ) - Rafael Mazza
Pacífico (PE) - Jonathas de Andrade
Veio Peru (PE) - Jacaré
O ano passado em Itamaracá (PE) - Germano Rabello
Dia de Clássico (PE) - Travassos e Paulo Sano


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Sabiá dia 3 e dia 5 dezembro. vá lá...

um sucesso do momento e um do passado

um sucesso do momento e um do passado


DJ SANDRO Minha mulher não deixa não

http://www.youtube.com/watch?v=cMByR6oCpfg
dj dj

Taliking Heads _ I Zimbra e Mind

http://www.youtube.com/watch?v=QArLuYyDu9M
t t

domingo, 14 de novembro de 2010

Poemas de Nick Cave

Early Poems by Nick Cave


Quando eu comecei a ouvir, Nick Cave, eu fiquei MUITO FÃ de Nick Cave. Foi na época em que rolou uma promoção e se podia comprar qualquer disco dele por meros 5 reais. Estes poemas eu descobri um pouco depois, e foram escritos na adolescência dele.


Cheguei a apresentar "The Magic Pudding" no auditório, como exercício do curso de inglês. Eu entrava em cena comendo um flan e quando acabava de comer, uma mão misteriosa botava outro flan no lugar. Sendo que o cara perdeu a deixa e ficou meio comprometida a performance jejejeje. Isso foi em algum buraco negro entre 1999 e 2000. Ah, e publiquei uma tradução para "One Average Morning" no primeiro número do meu fanzine Troglodita.

Gosto muito.







ONE AVERAGE MORNING

There's been an earthquake in Peru and someone has missed the ashtray.
My coffee is cold, National Disaster.
Another aircrash, Third this week.
I stand and walk to the mirror.
My eyeballs sink in the quicksand of their sockets.
I turn the page. Did you know that Marilyn Monroe was married four times?
Another pimple. Too many late nights.
I journey downstairs as a young boy is injured in a bank robbery: $60 000 taken in all.
I look into the fishbowl. Snow White floats naked on top of the water.
Pity, such a harmless fish. Scooping him out.
I make him the victim of a Peruvian earthquake, of an aircrash.
Make Arthur Miller green. Give him his cut of the bank takings.
I step out with the parcel of National Disasters and cry on the shoulder of the garbage man.

THE MAGIC PUDDING
I take a slice of life and once eaten and digested,
I turn to find the same piece on my plate
A past that's best forgotten yet is always there,
lingering a hinderance a rememberance
Like a shadow it follows leeching on our future
re-occuring to remind us of a history long gone
Can we destroy this phantom of the past
this demon of rememberance this magic pudding
(Remember Norman Lindsay)

A LOCKSMITH'S PLEA FOR A SECURE POSITION
Uncertain really why I am drawing
keys and keyholes on my desk top
though I am sure Mr Freud would find some excuse to tell me
and that Ms Cheer take the opposition
I search with my pen
perhaps not a razor blade in shape
but surely that it draws lines
like veins upon my wrists
for a person who will let me
open the door of that heart
and bid me enter.

ON FAMILY REUNIONS
Though I am not thirsty
yes, pour me another drink
though my tounge is red and sore
I occupy my boredom by licking
the rim of my glass
As idle chatter swells around me
I remain silent
And as bursts of laughter
thunder flash flouds in my ears
I remain solemn
If I was a renowned rebel
I would not seal off my frustrations
I would stand on the arm of the chair
and scream obscenities
at my ageing grandmother
but as it is her birthday
and I am at school
I will bear with the 'my haven't
you growns'
and will not resign to the lava
for the evening.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

MAGAL

São cinco elementos apunhalando o coração
O fogo, a terra, a água
O ar e a paixão
Hei, eh-ô eh-ô!
Eh-ô eh-ô!
Eh-ô eh-ô!
Eh-ô eh-ô!
Me chama que eu vou!

domingo, 7 de novembro de 2010

lembrete

Dia 19 __ show de Vanessa da Mata no Recife, Teatro da UFPE. Fiquei fã dela, quando acidentalmente fui parar no show da última turnê, fazendo cobertura pra TVU. Ela é poderosa, inteligente, tem uma presença de palco fora do comum, o som dela é pop, mas de qualidade. E a banda era de primeiríssima.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

E por falar em Paul

Do disco McCartney II, 1980. É bem contemporânea. Essa música podia ter sido gravada na semana passada. Me mostra que a influência de Paul sobre Stephen Malkmus é bem maior do que imaginava.

TEMPORARY SECRETARY

TEMPORARY SECRETARY

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

COISAS E REALIDADS

Embora raramente nesse blog eu tenha escrito sobre temas políticos (ou melhor, eu falo MUITO sobre temas políticos, mas raramente de forma explícita), certas coisas não quero deixar passar em branco.

1)

coisa mais do caralho do mundo o predio do Trianon, em plena avenida Guarapes, Recife, ter sido ocupado pelo MTST. Eu fui la domingo, teve o dia das crianças atrasado lá. É ridículo o Recife ter tanto predio e terreno abandonado e ö povo precisando. A energia estagnada, a especulação imobiliária. "Se morar é um direito, ocupar é um dever". CELEBREM esse momento historico procurando se informar, participar, divulgar!


2)

"Quando se cai ao chão, deve se levantar com a ajuda do chão". Kularnava Tantra


3)
Impressionante a cara de pau de José Serra.
#globomente

é o GUGU LIBERATO da política. Hipocrisia, bom-mocismo fingido, assistencialismo, etc.... é um dos candidatos mais ridículos que o Brasil já teve. Vai ser um retrocesso extremo se ele asssumir a presidência.

Política habitacional = puxadinhos

http://www.youtube.com/watch?v=MLdRON_S340
Massa foi o depoimento de Mano Brown sobre ele. Embora chamar ele de neutro é eufemismo né...
http://www.youtube.com/watch?v=K4KX5wCzAoY&feature=related

s s

Ridícula a farsa da bolinha de papel. #globomente
http://www.youtube.com/watch?v=nrvEHJB9c-8


5)

Impressionante a falta de bom gosto musical desse povo da Globo Nordeste.


6)
Esse megaevento SWU tava claro desde o começo que ia ser picaretagem.
http://biradavid.wordpress.com/2010/10/11/swu-o-evento-mais-mau-produzido-e-o-momento-que-mais-me-senti-prejudicado-em-toda-minha-vida-de-consumidor/


7)

Sempre achei Dilma extremamente antipática... mas ver esse trechinho lança uma sobre o cárater e a dignidade dela. SERRA NÃO!

http://www.youtube.com/watch?v=bm4r_ISScUw
d d



atualiazaciones esteticas

LIT, HQ & ARTES VISUAIS

1) "She sat at the window watching the evening invade the avenue." Assim começa o conto de "Eveline" de James Joyce. Sonoridade do caralho!

2) Estão sendo lançados muitos quadrinhos legais este ano no Brasil. Mr. Punch (Neil Gaiman & Dave McKean), pela Conrad, A Guerra de Alan, de Gipi, pela Zarabatana, muitas coisas, mas quando é que os PREÇOS vão cair, pelo amordedeus???


3) Pra quem gosta das coisas belas : recomendo no FLICKR entrar nos grupos relativos a quadrinhos. Vão aparecer preciosidades.

4) A collection of high-resolution photos of nearly 400 rare books.
http://www.rarebookroom.org/

5) só li agora essas recordações de Spacca sobre o Glauco! http://jubiaba.blogspot.com/2010/03/glauco-adeus-do-spaccolino.html

INSCRIÇÔES


6 ) Inscrições abertas
http://www.reveladesign.com.br/2010/

http://www.cultura.gov.br/site/2010/09/14/edital-unesco/

http://www.concursodemarchinhas.com.br/

MUSICA E OUTROS

7) Tulipa Ruiz na programação do Abril Pro Rock ano que vem! Envolvendo Tulipa também, saca essa excelente matéria: Porque não é tarefa fácil achar nas lojas um CD da @tuliparuiz , @karinabuhr e outros novos talentos? http://bit.ly/aMhvxQ

8) talvez vocês não saibam, mas John Bonham copiou a batida de abertura de "Rock´n´Roll" dessa música de Little Richard. Keep A Knockin ... grande rock and rollzão, grande Ricardinho! http://www.youtube.com/watch?v=PcJrExewkYA&feature=related


9) As preferidas de Morrissey

http://stereogum.com/525172/morrisseys-13-favorite-songs-of-all-time/list/

10) DI MELO, no UK PUB: o show do caralho mais do caralho dos últimos tempos

11)SONS MANEROS
um pouco de genialidade de DAN DEACON. http://www.youtube.com/watch?v=J67L0fsHvFg, se bem que a música está pela metade.... Woody Woodpecker

UP! Wassab - WASSAB (2010)...

http://www.hominiscanidae.org/2010/09/wassab-wassab-2010.html

Legais os blogs:

http://pequenosclassicosperdidos.tumblr.com/

http://54321proverao.tumblr.com/

12) enquanto meu pai só vê filme de Charles Chaplin, eu só jogo videogame se for Alex Kid ou Mario Bros.


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

HQs recomendadas

Leituras recomendadas:
QUADRINHOS



MUMIN, de Tove Jansson




A descoberta mais impactante pra mim desse ano em termos de estilo gráfico. MUMIN (no original, MOOMIN) foi concebida nos anos 40 pela sueca Tove Jansson, e mostra as aventuras de um ser inocente (um troll) sua família e seus amigos, sempre com um pouco de crítica social. A simplicidade e inventidade do desenho é a principal atração, aliada à habilidade de desenvolver roteiros absurdos mas sempre interessantes de se ler, sempre acessíveis. Coisa linda. É um desses quadrinhos que você se pergunta : COMO EU NUNCA OUVI FALAR DISSO ANTES? A leitura dele me fez imediatamente repensar a minha lista dos melhores quadrinhos de todos os tempos. Um tesouro pra toda família e as futuras gerações, em edição da Conrad.








NAMOR: AS PROFUNDEZAS, de Peter Milligan e Esad Ribic

É quase um milagre ver uma edição de capa dura ser vendida por cerca de 20 reais. E a boa notícia é que apesar de pertencer ao universo Marvel, esta certamente não é uma HQ de super-heróis. Se você esquecer do nome NAMOR, você vai ver que na verdade é um thriller, um filme de suspense sobre uma criatura misteriosa dos mares, que aterroriza os exploradores das águas abissais. É um belíssima edição, cortesia de um dos meus roteiristas preferidos, o inglês Peter Milligan (Enigma, X-Statix, Shade) e Esad Ribic, o cara que tem a melhor arte pintada dos quadrinhos nos últimos anos. Este artista aliás fez outra série muito boa e pouco óbvia da Marvel, a já clássica LOKI. Valeu, Panini Comics.













MAD de Harvey Kurtzman

Trata-se de um dos quadrinhos mais influentes de todos os tempos, a MAD quando era totalmente quadrinhos e tinha como título TALES CALCULATED TO DRIVE YOU MAD. Influenciou não só os maiores criadores da área (Robert Crumb, Alan Moore e muitos outros botam Harvey Kurtzman num pedestal) mas também o humor televisivo, cinematográfico. A MAD revolucionou a forma de se relacionar com o mundo pop, graças às suas sátiras implacáveis e muito criativas.

Uma pena que apesar de ser um material tão universalmente reconhecido, essa fase da MAD não tem nenhuma edição decente. Você encontra o formato de bolso de antologias como The Mad Reader, Son of MAD, etc.

As HQs de Kurtzman e sua gangue de colaboradores (Bill Elder, Wally Wood, Jack Davis, John Severin, etc.) abordavam de forma engraçada e muitas vezes crítica as estéticas predominantes e os personagens mais famosos. Estes quadrinhos dão à palavra "sátira" um significado muito mais elevado do que o de costume, em relação as sátiras que se costumam fazer por aí em qualquer meio de comunicação, e principalmente em relação as sátiras pouco inteligentes que a MAD vem publicando desde a saída de Kurtzman.

Consegui achar o link de uma dessa histórias geniais: MICKEY RODENT. Leia na íntegra.
http://johnglenntaylor.blogspot.com/2009/01/mickey-rodent-mad-19.html
Sua cultura básica agradece....

O roteirista foi um revolucionário nesse formato, adicionando poderosas doses de metalinguagem. Entre os momentos mais brilhantes, estão as tirações de onda com o Flash Gordon (Flesh Garden), Superman (Superduperman), Gasoline Alley (Gasoline Valley), Principe Valente (Prince Violent) e Pafúncio (uma HQ que alternava brilhantemente entre o mundo dos quadrinhos, desenhado por Bill Elder, e o mundo realista, desenhado por Bernie Krigstein).

ao trabalho

De todas as distorções da sociedade, uma das mais graves é a desvalorização do trabalho - e aqui eu me refiro, mais do que à parte financeira, ao preconceito para com certos afazeres ((mas, claro, eu sei: a falta de dinheiro e o preconceito tem relação íntima)). Como disse Gurdjieff, nenhum trabalho jamais é em vão. Você está desenvolvendo habilidades, desenvolve fôlego e capacidade. Mesmo que não resulte imediatamente em algo lucrativo ou de prestígio. O primeiro passo para ganhar dinheiro é se valorizar enquanto trabalhador, e assumir que tudo é trabalho, tudo é aprendizado. E tudo também pode ser diversão. Menosprezar o que você faz é se menosprezar - seja sempre o que você é e faça sempre o que você faz, e dê valor a isso.

Recentemente larguei um emprego, no qual fiquei acho que um mês. Foi uma decisão completamente irracional, guiada pela intuição. Deixei o emprego de uma forma brusca e dolorosa para os envolvidos. Mas fiz a coisa certa pra mim. Sendo que continuar no emprego seria certamente a coisa errada para todas as partes, já que eu realmente não estava rendendo.

Então vou me lançar no trabalho com coisas artísticas com um nível cada vez maior de exigência comigo mesmo, e com expectativa de algum tipo de retorno e reconhecimento. De todas as formas de profissão poucas são tão desvalorizadas quanto a arte. O artista não-famoso é um perfeito zé-ninguém. Conheci agora há um pouco um excelente artista, o palhaço Cavaco. Ele se apresentou no dia das crianças da ocupação do Edficio Trianon (pelo MTST, ainda vou escrever sobre isso) e conversamos um pouco. Ele disse que ao se apresentar na rua ele diz "Muito obrigado, que vocês sejam felizes e que seus filhos sejam artistas de rua". Isso soa como uma praga nos ouvidos de quem deseja ver seus filhos infelizes (porém regulares) funcionários públicos, infelizes (porém ricos) advogados.

Essa desvalorização do trabalho do gari, da diarista, a existência do trabalho escravo ainda nos dias de hoje, são mostras de o quanto homem tem a evoluir.



Então, ao trabalho com a evolução.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

POE

(...) Os ventos indignados não têm divulgado até nas mais longínquas regiões do globo a sua incomparável infâmia ? Oh! de todos os proscritos, o proscrito mais abandonado! - não estás morto para sempre a este mundo, às suas honras , suas flores e suas aspirações douradas? - e uma nuvem densa, lúgubre, ilimitada, não pende eternamente entre tuas esperanças e o céu ? (...)

EDGAR ALLAN POE, 1o páragrafo de "William Wilson". traduzido por Berenice Xavier.

domingo, 3 de outubro de 2010

Eleições?

Pra muitas pessoas da minha geração, a eleição mais marcante foi a de 1989. Na época, eu tinha 9 anos e nem poderia votar.

Mas mesmo para um espectador infanto-juvenil, ela foi marcante em vários níveis : pelo embate ideológico (Lula x Collor), por várias baixarias, pelos candidatos malucos (Éneas, Marronzinho, etc) que apareceram.

Tinha os candidatos nanicos, que tinham pouquíssimo tempo pra falar. No começo da propaganda eleitoral na TV, Marronzinho apareceu em vários programas só que ficava calado e um locutor dizia algo do tipo "Os poderosos não querem deixar Marronzinho falar". Coisa surreal, é pena que não encontre essa parte da campanha no Youtube. E foi aí que apareceu o Enéas, um dos candidatos mais folclóricos de todos os tempos. Ao contrário de Marronzinho, falava como uma metralhadora desde sempre. Outra coisa que eu me lembro era uma piadinha quando o pessoal tava comendo, com farofa na boca, vinha algum engraçadinho e dizia pra gente dizer "AFIF" (um dos candidatos).

O famoso jingle "Lula Lá", sem medo de ser feliz, surgiu aí. E impressionante o número de candidatos a presidente naquela época! Se na eleição de hoje tem nove candidatos, em 1989 tinha uns 20, de Ulysses Guimarães a Silvio Santos (parece que foi embargada a candidatura dele)! Entre as baixarias, durante a campanha revelaram a filha extraconjugal de Lula. Collor aparecia como um milagroso "Caçador de Marajás". Os debates eram um caso à parte, até pela presença de provocadores como Brizola. E aquela história da manipulação do debate pela Globo... Foi uma eleição movimentada, engraçada, tudo ao mesmo tempo. Era a primeira eleição a presidente depois da ditadura, então tudo era mais amador também.

Mas o que mais marcou provavelmente foi essa música do Alípio Martins!




Candidatos nanicos 1989
http://www.youtube.com/watch?v=tGic-5SBvUY

Jingles 1989
http://www.youtube.com/watch?v=4g-Fcwi4QLI&feature=related

Marronzinho
http://www.youtube.com/watch?v=4m_zKo3Uimw

Piores Momentos 1989
http://www.youtube.com/watch?v=LLd8--sfaGc&feature=related

domingo, 26 de setembro de 2010

EL GUINCHO _ Bombay

Totalmente necessário (pela música e pelas imagens) assistir o clipe do EL GUINCHO

BOMBAY

e segundo o Stereogum, o clipe é um trailer para um filme do diretor Nicolas Mendez, que vai traduzir em imagens o álbum POP NEGRO. Boa! Aviso para os safados: tem mulheres nuas, sim senhor.

SUPERAFIM : Cansei de Ser Sexy = Kelly Key

Digam o que quiserem. Eu curti o Cansei de Ser Sexy na época. E ainda gosto de muitas das músicas. Do 1o disco, claro. Porque depois o Cansei virou CSS, se internacionalizou e quis ficar mais sério e mais rockeiro, aí é que virou uma merda, uma piada.

Compreendo as pessoas não gostarem, mas cá pra nós, quando você pensa na música brasileira dos anos 2000, no gênero "pop" e "pra festa", o primeiro disco dessas guria quase não tem concorrente. Acho fodas os arranjos de "Let´s Make Love and Listen Death from Above", "Alala", "Alcohol", "Bezzi" entre outras (ah, e a versão demo de "Meeting Paris Hilton"). Ficou bem datado, cansou (!) um pouco, mas é bem feito e bem produzido. Aliás, programações by Adriano Cintra, ex- Thee Butcher´s Orchestra. Acho que refletia bem, nas letras e no som, o universo daquele submundo cultdanceraverock do caralho, ou pelo menos soava verdadeiro. O Também Sou Hype (tiração de onda que o Hermes e Renato fez) é legal. Mas é muito melhor e mais válido tirar onda de Charlie Brown Jr., Capital Inicial, e outras piadas do rock macho-burro brasileiro.

E pra fundir a cabeça dos rockeiros fãs de Queens of the stone age (eu sou anti-QOTSA, acho forçado) , posto a músicas mais adolescente, mais Kelly Key que elas já fizeram. Que aliás, é uma das poucas músicas cantadas inteiramente em português e que é uma das menos non-sense. Como se vê neste vídeo, muitas adolescentes gostosinhas se identificaram com sua mensagem.... Existem muitos vídeos de meninas dublando e/ou encenando "Superafim". Este eu achei uma produção caseira de alto nível.

"Superafim" me interessa enquanto canção. Acho bem composta. Esse tipo de letra que fala diretamente o que se quer dizer, termina sendo mais interessante do que as péssimas poesias metidas a cult da maioria das bandas da música brasileira.

DALAI: maximize a tela e assista

http://www.youtube.com/watch?v=4BztNLrfwds&feature=related

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

relembrando Neal Adams


Goste-se ou não dele, poucos autores de quadrinhos foram tão inconfundíveis e virtuosísticos quanto Neal Adams. Especialmente em se tratando do mainstream dos quadrinhos americanos, onde ele fez a sua fama.

Pessoalmente, à medida que o tempo foi passando eu já não me identifico tanto com os trabalhos dele, pois além de lidar com super-heróis, ele exagera demais as expressões faciais, mesmo num estilo artístico mais próximo do realismo. Hoje prefiro algo mais sutil.

Mas não posso deixar de ficar boquiaberto com as experimentações que esse senhor produziu nos anos 60 e 70.

Foi um cara que soube como poucos (Jim Steranko vem à mente) traduzir pop art, optical art, surrealismo para o mundo dos quadrinhos. Se abrir às influências de mestres dos quadrinhos como Will Eisner(the spirit) , Bernie Krigstein (EC COMICs) para aplicá-los a um novo contexto. E sem dúvida, ele encarnou como poucos a mudança no mercado editorial e as novas possibilidades do mercado editorial, fazendo a transição da ingenuidade do começo dos anos 60 (a era Marvel por excelência) para uma fase mais complexa dos quadrinhos, em que drogas e outros temas mais polêmicos podiam ser debatidos dentro de um gibi (vem à mente a série Arqueiro Verde & Lanterna Verde, com roteiro de Denny O´Neil).












A série do Desafiador, por ser sobre um cara que transitava entre o mundo dos vivos e o dos mortos (daí o nome original do personagem, Deadman) possibilitou a ele explorar um potencial lisérgico-místico, dando margem a belíssimas composições.
Um belo texto sobre o trabalho de Neal com este personagem: http://www.entrecomics.com/?p=8966 . O Desafiador aliás, foi criado por Arnold Drake e Carmine Infantino. Tem um dos uniformes mais estilosos e simples de todos tempos! Um bom tempo depois, o Desafiador foi genialmente rabiscado por outro grande ilustrador, José Luiz Garcia López.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

sábado = sabiá + itamaracá + performances

Sábado, às 21h, no Bar do Déo (Olinda), terá início uma festa originalíssima,
com show e performances do Sabiá Sensível, e a estréia mundial do curta O Ano Passado em Itamaracá, de German Ra.

O SHOW Sabiá Sensível numa apresentação aberta, cheio de performances. Hits tradicionais dos shows vão dividir espaço com jam sessions, composições improvisadas, no show que traz de volta Vinícius (baixo) e marca a estréia do guitarrista Berna. A banda tem um dos shows mais surpreendentes e elétricos que o Recife já viu, com empatia e interação com a platéia. Há uma grande variedade de estilos musicais a serviço das canções, valorizando as letras, as idéias.




O CURTA
O Ano Passado em Itamaracá é um épico internacional emocionante em que o mar de Itamaracá é interpretado por uma piscina em Piedade. Livremente inspirado no clássico de Alan Resnais, "O ano passado em Marienbad", adapta as situações a um contexto pernambucano, com margem para experimentalismo e humor non sense. Tem como atriz principal a italiana Marisa Santanafessa, e ainda no elenco os talentos de João Eduardo, Asaías Zaza, HVB, Soraya Silva, entre outros. A produção é uma parceria da Dipidjurah Pictures e Jacaré Vídeo. O filme tem exatos 15 minutos e a trilha sonora, a ser lançada em breve, é uma atração a parte, com D Mingus, German Ra, Sabiá Sensível, Los Panchos Hoasqueros, entre outros.

serviço
SABIÁ SENSÍVEL + O ANO PASSADO EM ITAMARACÁ
= Sábado, 18.set.2010 = a partir das 21h = entrada franca
= Bar do Déo, Largo do Amparo, Olinda (chegue junto!)

http://www.myspace.com/sabiasensivel
http://oanopassadoemitamaraca.blogspot.com/

domingo, 22 de agosto de 2010

concordo

"Hoje já não fica bem falar de autoridade (...)

Mas a mãe continua tão sagrada como sempre.

Parece que ninguém suspeita disso: a Grande Mãe é a legítima esposa do Velho Patriarca; é ela, muito mais do que o pai, quem prepara o filho para que ele seja bonzinho e obediente - para com o velho Patriarca. Afinal, quem verdadeiramente castra a todos nós são as mães - em nome dos bons costumes. "

José Angelo Gaiarsa, 1986, em "A família de que se fala e a família de que se sofre".

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Bezerra da Silva em nova versão

a interpretação vai entrar pra história da MPB...

http://www.youtube.com/watch?v=zGKjZ5HJX7U&feature=related



Fui num pagode
Na casa do gago
E o rango demorou sair
Acenava prá ele
Ele mais qui qui qui
Qui qui qui qui qui qui
Guenta aí...(2x)

O pagode foi crescendo
Sob a luz de um lampião
Com cuíca e pandeiro
A moçada batia na mão
A atração da brincadeira
Era a nega do gago sambando
Mas a fome também era negra
Ninguém mais tava aguentando...

E o cara da viola
Deu bobeira e caiu pelo chão
O gago pulava, sorria e gritava
Qui qui qui qui qui
Toma mais um limão...

Toma mais um limão
Qui qui qui qui qui qui
Que você fica bão
Toma mais um limão
Qui qui qui qui qui qui
Que você fica bão
Negão!
Toma mais um limão
Qui qui qui qui qui qui
Que você fica bão
Toma mais um limão
Qui qui qui qui qui qui
Que você fica bão...

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

DOCE "BEM BOM"

grupo português! sucesso na terrinha das antrola

http://www.youtube.com/watch?v=XBY8StIfSqc

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Exposição Fotos / Desenhos / Pinturas

estão todos convidados. (cliquem pra ampliar)


Exposição coletiva com
Fotos, desenhos, pinturas. Lino ao Léu / Laércio /German Ra

A abertura da exposição é na terça (17.ago.2010) às 20h. A expo deve ficar rolando apenas durante as terças do mês de agosto. Isso é só pra começar.








O evento rola ju
ntamente com o Bazar Iraquiano, Mercado Iraquiano ou como quiserem chamar. Um ambiente cultural sem preconceitos, com HQs, LIVROS, CAMISAS, DISCOS, FILMES, REVISTAS, ETC. e dj NIGIAN botando samba no começo, depois abre pra outros sons.


--->---------->--------->-------amostra grátis dos artistas


Lino ao Léu.






















German Ra





















Laércio






hoje Kochalka


mais uma do James Kochalka... estava há um tempo sem acompanhar o American Elf. Mas esta tira de hoje.... linda!

absurdamente bom

GANG 90 E AS ABSURDETES
"JACK KEROUAC" !

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

D MINGUS + JODOROWSKY

juntaram "El TOPO" com "Alien Morricone Strikes Again" e o resultado foi esse. Sacaê.




yeahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

poema de Langston Hughes

KU KLUX

Eles me levaram
para uma barranca
E me disseram: "Você acredita
na grande raça branca?"

Eu disse: "Moço,
Pra falar a verdade,
eu acredito em qualquer coisa
Pra ficar em liberdade."

O branco disse: "Moleque,
Será que você está
Parado aí
Querendo me matar?"

Me bateram na cabeça
E me derrubaram
E quando eu estava no chão
me chutaram.

Um membro do Klux dissse : "Crioulo,
me olha no olho -
e diz que você acredita
que a raça branca é bonita".

publicado na revista PIAUÌ de dezembro de 2009.

Curioso ter lido isso na mesma noite em que vi Distrito 9.

Cântico dos cânticos

Capítulo 1, versículo 7

Diga, meu amor:
Aonde é que você leva suas ovelhas pra pastar?
Onde é que elas descansam ao meio-dia?
Diga, e assim não terei de andar procurando você
entre as ovelhas dos outros pastores.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

ainda rola o bazar....? YES ! toda terça!


continua rolando o BAZAR IRAQUIANO! Enquanto durar o samba, o estoque, a cerveja, o salgadinho, etc. sempre com novidades.


Hehehe sei que ultimamente só tenho usado o blog pra fazer propagadanda... calma gents... mas pelo menos tem essa arte original aê!







http://www.flickr.com/photos/germanra/4838810497/
abrazoz

segunda-feira, 19 de julho de 2010

BAZAR________ hoje!!!!!!!!!

O Bazar vai rolar hoje, dia 20 julho às 19h, no Iraq! Já foram vendidas muitas coisas no esquema virtual e cliente a cliente, agora vamo ver se sai tudo nesse grandioso bazar com trilha sonora de Nigian. Compareçam!

Clique pra ver as quatro listas :

VINIS /

Quadrinhos 1 /

Quadrinhos 2 /

Livros & Revistas & DVD


BAZAR >> vou botar boa parte desse material pra vender no Bazar Iraquiano (IRAQ é na rua do Sossego, 197, Boa Vista) vai servir de ponto de encontro pras pessoas q quiserem conferir as coisas pessoalmente, etc. Tudo que não tiver sido reservado com depósito estará disponível. Além dessas coisas que estou vendendo, vai ter as coisa de Enaile, Paulinho do Amparo, mais vinis de Saulo, etc.

Quem não puder comparecer, faça os pedidos pelo Facebook, orkut ou email.

obs: podem manifestar interesse por itens já pedidos, se a negociação broxar com um, engata com outro!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Cazuza vs. Chiclete com Banana

Quem é mais poeta? CAZUZA ou BELL MARQUES ?
Eu voto no último, acho disparado o melhor.
Cazuza é massa, tem uma certa energia, mas acho ele meio... óbvio. Recentemente, fizeram 20 anos da morte dele.

E sobre o Chiclete com Banana, tão usando "Fé Brasileira" num comercial agora. Aí me veio à mente essa comparação digna do programa de Geraldo Freire.


Vamos analisar duas músicas sobre mesmo tema.

CHICLETE COM BANDANA
"Fé Brasileira"

Vendo rolar o suor no rosto brasileiro
Vou dizer do coração
Sou da América Latina e não sou estrangeiro pra cantar essa canção

Verde, amarelo, tenho a fé brasileira
Sei o que quero, tenho a minha paixão
Sou brasileiro, sacudindo a poeira
Ainda levando a fé para o coração

ôôôô ôô ôô

Encara Brasil, não me deixe na mão
Eu amo você

Quero sentir teu calor
Pra que o sol e a liberdade possam ter
A esperança perdida de um povo guerreiro
Que luta por nosso Brasil
Um Brasil brasileiro

Se liga Brasil
Eu sou brasileiro

CAZUZA
"Brasil"

Não me convidaram
Pra esta festa pobre
Que os homens armaram
Pra me convencer
A pagar sem ver
Toda essa droga
Que já vem malhada
Antes de eu nascer...

Não me ofereceram
Nem um cigarro
Fiquei na porta
Estacionando os carros
Não me elegeram
Chefe de nada
O meu cartão de crédito
É uma navalha...

Brasil!
Mostra tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...




segunda-feira, 12 de julho de 2010

Bazar _ Livros & revistas & DVD

aqui: DVd / Livros / revistas em geral.
Procure nos outros posts: quadrinhos, vinis, etc. E a explicação completa está no alto da página.

-------------DVDs originais-----------

/R$ 5/

* A casa dos Espírtos (dir: Bille August, com Meryl Streep, Jeremy Irons, Wynona Ryder, Antonio Banderas, 1993) _ coleção Caras

* A revolução dos Bichos (Animal Farm, dir: John Stephenson, 1999)

-------------LIVROS---------------------

/R$ 7/

Noite do Oráculo _ de Paul Auster _ ed. Cia das Letras

/R$ 7/

A Informação _ de Martin Amis _ ed. Cia das Letras

/R$ 7/

Memórias de um anarquista japonês _ de Osugi Sakae _ ed. CONRAD

/R$ 10/

Televisionários _ de Tom Vague _CONRAD

>> relato sobre os guerrilheiros Baader-Meinhoff.

/R$ 20/

Disponível, novo e direto do autor: MEMÓRIAS DA FOLIA – o carnaval do Recife pelos olhos da imprensa, de Evandro Rabello. >> mais completa referência sobre o carnaval do Recife, dos jornais do século XIX até 1925.

/R$ 12/

Futuro Proibido _ ed. CONRAD _

>> antologia de contos futuristas com J.G. Ballard, William Burroughs, Hakim Bey, Rachel Pollack, William Gibson, Rudy Rucker, etc.

/R$ 12/

Clube da Luta _ Chuck Palahniuk _ ed. Nova Alexandria

>> o livro deu origem ao filme.

/R$ 4/

Para gostar de ler _ VOL. 7 _ crônicas

>> Diaféria, Carlos Eduardo Novaes, José Carlos Oliveira, Luís Fernando Veríssimo.

/R$ 5/

Cangaço, um tema na discografia da MPB _ Renato Phaelante _ Ed. Bagaço

/R$ 5/

Cantigários _ antologia artigos sobre MPB _ Ed. Guemanisse

/R$ 2/ cada

Vaga Mundo Imundo Mundo (a saga de um estudante) _ Mauro César

Neblinas e serenos _ Gilvan Lemos _ ed. Bagaço

O Jogador _ de Dostoievski _ Ed. Bloch

O vermelho e o negro (em 2 volumes) _ de Stendhal _ ed. Escala

-------------REVISTAS EM GERAL----------------

/R$ 2/ cada

Playboy Matilde Mastrangi (1982)

Caros Amigos Especial CHE

THE FACE _

No 82 _ 1995 capa PULP Jarvis Cocker

No 93 _ 1996 capa ELASTICA

BIZZ

Março 1988 _ com: RPM (capa) + R.E.M. + Cazuza _ ps: capa remendada

SHOWBIZZ

set/1998 _ Bob Marley (capa) + Racionais + Black Sabath + Brian Wilson + Marina Lima + Jards Macalé

ago/1999 _ especial aniversário 100 págs _ como o rock marcou séc XX /raul seixas / dossiê samba-rock

IRIS (foto/cine/som) novembro 1979

Bazar _ Quadrinhos 2

2a e última parte relativa a quadrinhos. Aqui: Vertigo, álbuns variados, Quadrinhos em geral. Ainda tem os discos e os vinis. Explicação completa aqui em outro post.


------------VERTIGO ETC---------------------------------------------------

Todos em Formato americano, exceto.....

* OUTLAW NATION

14| 15 (Jamie Delano & Goran Parlov) $ 2 cada ou pacote $ 8

* Visões de 2020: la tormenta completa 3 edições (jamie delano & Warren Pleece) ao todo $ 5

* Desolation Jones 5 (Warren Ellis/ J.H. Williams III) (Made in England part 5) $ 2

* Four Horsemen 3 (of 4) _ Roberto Rodi & Essad Ribic. $ 2

* Pixel Magazine no 17 = constantine, frequncia global, DMZ, Y o ultimo homem. $ 3

* Fábulas Pixel . $ 3 cada

# 3 = astro city, fábulas, fúrias

# 4 = astro city, fábulas, promethea, fúrias

* War: aventuras da Brigada Rifle _ Garth Ennis + Carlos Ezquerra _ ed. Opera Graphica. formato livro. $ 10

* fábulas 1001 noites #2 _ bill willingham + vários desenhistas _ ed.Pixel >> essa edição tem arte de James Jean, Mark Buckingham, Tara McPherson. E tem a HQ de Mark Wheatley q é minha preferida desta mini- série. são histórias soltas. $ 3

-------------ÁLBUNS VARIADOS--------------------------------------

* ANA NA SELVA _ Hugo Pratt _ Ed. Meribérica

>> edição de luxo colorida com formato grande e 120 pgs. É uma HQ de aventura à antiga... $ 25

* JUNKWAFFEL vol. 2

>> coleção de histórias curtas by Vaughn Bode. Edição ótima da Fantagraphics, formato grande, 80 pág, papel couchê. $ 20


* A CONDESSA VERMELHA _ georges pichard + Lo Ducca _ ed. MArtins Fontes. >> lindão, grandão, adaptado de Leop0ld Masoch, o home que deu nome ao masoquismo. dá pra ter uma idéia? $ 20.

* QUATRO DEDOS: o homem de papel _ Milo Manara _ ed. Meribérica. >> colorido, trabalho de início de carreira do Manara. Mas atenção: não é erótico. $ 12

* ASTRO CITY _ especial Samaritano _ Kurt Busiek e Brent Anderson _ Pixel. $ 7

------------QUADRINHOS EM GERAL-------------------------------


* Hellboy :O Despertar do Demônio (completa em 3 edições da Mythos) . Formato americano.

$ 12

* Almanaque do Cascão 5 _ ed. Abril,1982 _ 100p

>> turma da mônica old style! $ 3

*Almanaque KRIPTA _ ed. RGE (1977).

>> 84 págs de suspense e terror com Neal Adams, Jose Ortiz, Richard Corben, Leopold Sanchez, etc. $ 10

* Wolverine Fúria Interior (Bill Sienckiewicz) . formato americano.

$ 5

* Excalibur e X-Babies _ C Claremont & Arthur Adams _ Ed. Abril

>> encarnação infantil dos X-men. Formato americano. $ 5

* Café Espacial #3 >> revista nacional indepente com HQs e reportagens sobre arte/ nacional. Formatinho, P & B. $ 2

* Tarja Preta 1 >> Capitão Presença. MZK, Arnaldo Branco, Allan Sieber, Schiavon. $2

* TEX 184 _ a fortaleza petrificada _ formatinho . $ 2

* HELLRAISER n.3_ Ed. Abril _ Formato americano.

>> antologia com três HQs do universo Clive Barker. Entre os autores, John Ridgway, Dave Dorman, etc. $ 3

* Dylan Dog 1 _ ed. CONRAD _ aventura completa +de100pgs "Johnny Freak" $ 2

* Mistérios das Trevas 1 _ quadrinhos brasileiros de terror com Mozart Couto, Shimamoto, etc. $ 3

* Dreadstar by Jim Starlin _ a graphic novel (arte pintada, ed. Globo) >> $ 5

* Dreadstar #1 _ Jim Starlin _ formatinho, ed. Globo $ 1

* Batman Gotham Noir (Ed Brubaker & Sean Philips, HQ completa ed. Mythos) $ 3

* Spirit n. 1 (Darwyn Cooke) Formato americano.$ 3

* Lanterna Verde : Mundo Surreal (em2edições) _ De Matteis & Seth Fisher _ Mythos editora>> dá um google pra ver a arte de Fisher! $ 6

* All-Star Batman & Robin 1 _ Frank Miller + Jim Lee. $ 3

* Batman Preto e Branco #1 _ HQs curtas do Batman, vários autores: Ted McKeever, José Muñoz, Howard Chaykyn, Joe Kubert, Bruce Timm. classe! $ 4

* Homem-Aranha: Em memória da tragédia de 11 de setembro _ Formato americano.

$ 3

*Marvel Luz e Sombras 2 _ HQs curtas em P&B com heróis Marvel por vários autores. recomendado! nesta edição tem John Buscema, Roger Stern, Jill Thompson, Jim Starlin, Liam Sharp, etc. $ 4

* Spiderman-Collection #5 _ Stan Lee & Steve Ditko _ clássicos dos anos 60 com o Homem-Aranha! $ 5

....

* ARENA Graphic novel n.18 _ Bruce Jones (Ed. Abril) sem capa. $1

* Wizard Brasil n. 22 (Panini) (HQ com arte John Totleben) $ 1

* Conflito do Vietnã 1 (arte Michael Golden) $ 2

Bazar _ Quadrinhos 1

Parte 1: Mangá, HQs importadas, heróis Panini, heróis formatinho. Pros desavisados, o tamanho do formatinho é tipo turma da Mõnica.
Vem aí a parte 2 de quadrinhos. Tem a parte de livros e revistas em geral, e a dos discos.

---------------------------------MANGÀ-----------------------------------------------------------------------------------

* NEKOMAJIN _ Akira Toryama _ Ed. CONRAD

>> Formato livro, do criador de Dragon Ball. É bem engraçado e tem participação de Goku ! $ 10

* LOBO SOLITÁRIO Vol.1 _ Kazuo Koike e Goseki Kojima

>> clássico, formato de bolso editora Panini. $ 5

* Lobo Solitário _ Kazuo Koike e Goseki Kojima_ 128 páginas _ Ed. Sampa

Numeros 1 e 9

>> obs: um pouco maior que o formatinho . $ 3

* CRYING FREEMAN (4 volumes) _ Kazuo Koike & Ryochi Ikegami

>> Outro clássico do roteirista de Lobo Solitário. Ação. Ed. Sampa .... o pacote: $12

* Battle Royale 5 . $ 3

*Vagabond 10, 27 ... $ 2 cada

* YUKI vingança na neve n.2 _ Kazuo Koike e Kazuo Kamimura ... $ 2

* Akira n. 15 _ Katsuhiro Otomo _ (rasgada em algumas páginas) ... $ 1

------------ IMPORTADOS---------------------------------

observação, existem importados também nas listas da Vertigo e de álbuns


* HERO n.1 _ Will Pfeifer & Kano _ DC comics _ o desenho é mui legal. Formato americano. $ 2

* EL VIBORA n.261 _ lendária revista espanhola, a ANIMAL de lá. Vuillemin, Tronchet, Enomoto, Ralph König, etc. $ 4

* WORLD WAR 3 ILUSTRATED #36 _ antologia de quadrinhos politizados _ com Joe Sacco, Peter Kuper, Ryan Inzana, Seth Tobocman, Spain Rodriguez e outros. $ 5

* Dark Horse Comics 12 e 13 (predador, aliens, essas coisas) Formato americano.

$ 1 cada

* Heavy Metal HAVOC (Jodorowsky, Corben, John Bolton, Altuna, Segura y Ortiz, Felix Vega). $ 7

---------------- MARVEL PANINI--------------------------------------------------

* X-MEN de Grant Morrison (ed.Panini) >> $ 3 cada

14 | 16| 17 | 18 | 23 | 27 | 28 | 29 | 30 | 35 | 36 | 37 | 39 | 41

>> detalhes e artistas : 27 a 30 (arco Riot at Xavier´s, arte de Frank Quitely) 14, 17 e 18 (formatão, Igor Kordey, o 14 é “Geração sem germes” completa com cerca de 70 páginas!) 23 (John Paul Leon) 35 a 36 (arte de Chris Bachalo) 37 e 39 (Phil Jimenez) 41 (Marc Silvestri)

* Marvel MAX . $ 3 cada

41, 43, 45

>> Só alegria, sensacional saga ZUMBIS MARVEL começa e termina aqui, mas faltam dois números. Robert Kirkman & Sean Philips! e ainda: Justiceiro, Motoqueiro Fantasma, Esquadrão Supremo, Nova Onda, etc.

* Homem-Aranha Marvel Millenium (ed.Panini) $3 cada

6 |13 | 14 | 56 | 58 | 60 | 62

>> versão Ultimate dos heróis. destaques: 6 é a briga AranhavsHulk, 13 e 14 Demolidor e Justiceiro by Sienckiewicz. 56 em diante tem Supremos, Quarteto, X-men e Aranha.

* X-MEN EXTRA (ed.Panini) $3 cada ou tudo por $ 10

22 | 23 | 24 | 25

>> Destaque para a X-STATIX de Milligan & Allred. Essas edições tem a saga “GOOD OMENS (Bons Presságios)”. Ficou faltando o 26 pra completar.... mas se consegue!

* WOLVERINE #13

>> inicia “inimigo do estado”, Mark Millar & John Romita Jr. $ 3

* HOMEM-ARANHA $ 3 cada

# 17 >> formatão, Romita Jr, Duncan Fegredo!

# 28 >> americano, Sam Kieth.

………

.............

-----------FORMATINHO HEROIS-------------------------------------

DC 2000

# 41 Legião + Batman (Peter Milligan) ___ $ 1

Super-Homem _ $ 3 cada

12| 20 | 28

>> 12 e 20 tem Jack Kirby saga do DNA!

Superamigos 7 >> 130 páginas _ Titãs de Wolfman & Pérez, Batman by Marshall Rogers, Mulher Maravilha by Sekowsky, Arqueiro Verde, Esquadrão Atari. $ 3

Heróis da TV

28 >> Thor, Nick Fury by Steranko!, Motoqueiro Fantasma, Mestre do Kung Fu. $3

109 >> Thor de Simonson , classic xmen, torneio de campeões. $ 1

Homem_Aranha 2099 _ $ 1 cada

# 2,3,4,7

>> versão futurista do Aranha by Peter David & Rick Leonardi

Heróis em Ação 5 >> Jonah Hex + MulherMaravilha&HomemAnimal + Novos Titãs (Wolfman&Pérez). $ 3

Grandes Heróis Marvel

# 15 TROPA ALFA _ a morte é a única recompensa! _ clássico absoluto John Byrne _ capa danificada _ $ 1

# 38 VINGADORES COSTA OESTE _ início da era John Byrne! _ $ 2

XMEN _ formatinho $ 2 cada

# 13 _ John Romita Jr.

# 43 _ saga Ninhada by Marc Silvestri

# 59 _ Jim Lee

XMEN classic II #1

>> claremont&Cockrum, Stan Lee + Alex Toth + Kirby + Werner Roth __ $1

Superaventuras Marvel _ $ 1 cada

75 >> Tropa Alfa, Justiceiro.

79 >> Demolidor, Justiceiro, etc.

Marvel Saga 5 TROPA ALFA

>> caçada a Wolverine + Alfas vs Xmen + primeira aventura solo + a morte do guardião. Obs; capa detonada. $ 3